Posts Marcados preço da prata

O recado dos suíços ao Euro, o corte russo de gás à Europa, o abandono do petrodolar: a guerra cambial aumenta.

PAMP5ozv   Não temos o hábito aqui em PrataPura.com de noticiar fatos muito sensacionalistas ou alarmantes demais, mas penso que chegamos a um momento em que é necessário alertar nossos clientes, especialmente aqueles que não estão muito atentos ao contexto geopolítico que se desenvolve no mundo.

Algumas atitudes estão sendo desenroladas no palco mundial que podem levar a uma catástrofe sem precedentes.

O corte no fornecimento de gás à Europa

Há poucos dias a Rússia cortou seu suprimento de gás natural para a Europa, “que mergulhará o continente em uma crise energética dentro de horas, como uma disputa com a Ucrânia aumentando“, segundo o Daily Mail.

O ex-secretário do Tesouro norte-americano Paul Craig Roberts tinha avisado com antecedência da ocorrência de um “Evento Cisne Negro“, como a Rússia cortar de fornecimento de energia para as nações europeias, como um prelúdio para a guerra.

A Europa depende fortemente de fornecimento de gás natural da Rússia, que é canalizado para a região através da Ucrânia. Isto é especialmente impactante no inverno, quando o gás é necessário para o aquecimento.

O abandono do petrodólar

Além de cortar o fornecimento de gás natural para a Europa, a Rússia também “caiu fora dos petrodólares”, relata o site ZeroHedge.

A história cita Bloomberg.com afirmando que a Rússia “pode torrar seus 88 bilhões de US$ em Fundos de Reserva e converter algumas de suas participações em moeda estrangeira para rublos”. E de fato, isso vem acontecendo.

Isso é explicado por Mac Slavo em SHTFplan.com: “O que estamos vendo são os movimentos estratégicos que acabarão catalisando a próxima grande guerra. E não se enganem, isto é exatamente o que está reservado para o mundo se essas escaladas continuarem. ”

Uma escalada para a guerra?

O que está acontecendo aqui é uma escalada radical da guerra cambial global em que Rússia e China estão tentando derrubar o dólar e, finalmente, destruir o império norte-americano.

Parte dessa estratégia envolve despejar os petrodólares como moeda de reserva global e reverter para moedas alternativas apoiadas por algo mais do que apenas o ar. Outra evidência dessa estratégia é encontrada nas explicações sobre o KingWorldNews, que afirma que a China está se movendo para lastrear sua moeda, o Yuan, com ouro.

Isso explica por que a China tem estado a comprar todos os suprimentos de ouro físico do mundo. Os EUA, por sua vez, tem os cofres vazios de ouro e uma moeda de papel fiat apoiada em nada mais que ar, promessas vazias e uma dívida interminável. O mundo inteiro sabe disso, e nações como a Rússia estão se posicionando para tirar vantagem do colapso que está finalmente chegando ao dólar.

O recado dos suíços

Há poucos dias, o franco suíço disparou 30% em poucos minutos, ao mesmo tempo em que os bancos centrais que controlam o Euro se aproximam de anunciar seu próprio esquema de impressão maciça de dinheiro (similar ao QE dos EUA), que irá inundar os mercados globais com Euros de papel. Como a  Associated Press escreveu: “Curvando-se ao inevitável, a Suíça cavou uma política muito cara para limitar a elevação do franco suíço minando suas exportações. Uma decisão que impulsionou a moeda a gritantes 30 por cento a mais em relação ao Euro em poucos minutos”.

Muitos economistas na mídia de massa tem criticado a decisão e dito que foi um movimento que eles não compreendem, e custará caro à Suíça. Você acha que os banqueiros suíços fariam uma bobagem impensada e  perderiam montanhas de dinheiro num momento destes, como nunca antes fizeram em sua história? Com a instalação das máquinas de imprimir euros de papel e a inundação dos mercados, virá inflação, e a escalada na guerra cambial. O recado dos suíços para o Euro foi esse: nós vamos pular fora dessa antes que a coisa fique pior, e preservar nossa moeda!

A manipulação no preço do petróleo

Como parte do esforço dos EUA para entrar em guerra com a Rússia, os preços do petróleo têm sido artificialmente reduzidos, com a ajuda dos sauditas (que têm fortes laços com a família Bush e cuja realeza foi magicamente evacuada dos EUA em jatos particulares durante os ataques terroristas de 9/11) e que trabalham em conjunto com as forças dos EUA. O objetivo é devastar a economia russa, prejudicar a moeda russa e até mesmo causar danos à países como a Venezuela e o Irã (e talvez ao Brasil), sendo que no primeiro o abastecimento de alimentos já está aniquilado e as mercearias estão sendo vigiadas por militares do governo armados.

É claro que você não vai ouvir uma palavra sobre isso a partir da hipnótica e monótona grande mídia, que lhe diz que está tudo bem. Não, não está. Estratégias geopolíticas maciças e grandes esquemas estão sendo desencadeados agora, nos bastidores, e uma guerra cambial está em curso nos seus níveis mais altos.

Você lembra como  o Japão foi trazido à II Guerra Mundial?

Você pode ou não lembrar que foi um bloqueio de energia (no caso petróleo)  liderado pelos Estados Unidos contra o Japão na década de 1940 que ao final forçou o Japão a lançar o seu ataque surpresa a Pearl Harbor, pois os japoneses simplesmente não tinham alternativa. Em um padrão semelhante, os EUA e a NATO estão atualmente forçando sanções econômicas devastadoras à Rússia, deixando rapidamente àquela nação um leque cada vez mais restrito de opções defensivas, uma das quais inclui a opção de armamento nuclear. Os russos já avisaram recentemente que não vão hesitar em utilizar armas nucleares táticas para defender seu país de qualquer agressão.

A situação está mais do que séria.

Você ainda acha que o mundo não está caminhando para uma nova guerra mundial de fato?

Lembre-se da história, lembre-se de como os povos dos países em guerra sofreram também com a hiperinflação, como usavam seu dinheiro de papel apenas para fazer fogo, enquanto não conseguiam comprar o mínimo para sua sobrevivência. Especialmente nessas épocas, possuir reservas de dinheiro de verdade, como ouro ou prata física, pode fazer uma enorme diferença para o seu bem-estar…

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.

, , , , ,

Deixe um comentário

A manipulação ilegal dos mercados de ouro e prata pelo Poder Público

O FED e seus agentes bancários estão usando ativamente contratos futuros a descoberto para manipular ilegalmente os preços dos metais preciosos, a fim de manter as cotações artificialmente abaixo da taxa de mercado. O objetivo da manipulação é apoiar o status de reserva do dólar norte-americano em um momento em que o dólar deveria estar em declínio a partir do excesso de oferta criado por QEs infinitos e de déficits comercial e orçamentário.

Historicamente, o papel do ouro e da prata tem sido o de funcionar como um meio de troca e reserva de riqueza durante períodos de turbulência econômica e política. Uma vez que o mercado de lingotes começou a decolar no final de 2000, subiu quase sem parar até março de 2008, à frente da grande crise financeira, que começou com o colapso do Bear Stearns. Quando o Bear Stearns entrou em colapso, o ouro foi empurrado para baixo ao longo dos próximos sete meses a partir de $ 1035 até US $ 680, ou seja, -34%; a prata, de US $ 21 até US $ 8, ou seja, -62%. A queda mais violenta ocorreu quando o Lehman entrou em colapso e o Goldman Sachs estava prestes a entrar em colapso. Esta queda ocorreu durante um período de tempo em que o ouro deveria ter ido para uma parabólica no preço. O preço do ouro finalmente decolou no final de outubro 2008 de R $ 680 até 1.900 dólares a onça, enquanto o Governo e o Fed estavam a imprimir dinheiro, ocupados em salvar os bancos. Enquanto o preço do ouro subiu cerca de 300% a partir do final de 2008 a setembro de 2011, o dólar perdeu mais de 17% de seu valor, passando de 89 no índice do dólar para 73,50.

A queda atual do ouro a partir de $ 1900 a $ 1.200 ocorreu durante um período de tempo em que a fraude financeira e política e a corrupção torna-se pior e mais flagrante a cada dia. Junto com isso, a intensidade e a abertura com que os metais são sistematicamente derrubados parece crescer a cada dia.

Os contratos futuros da Comex TRADE por 23 horas por dia através de um sistema informatizado de negociação global são conhecidos como Globex. O período mais pesado de negociação ocorre quando as operações reais de piso estão abertos somente pela Comex , o que ocorre em 8h20-13:30 EST. Todos os outros contratos futuros são comercializados pela Comex TRADE eletronicamente via Globex. O ouro e a prata são esmagados principalmente durante os períodos em que somente a Globex está aberta para negociação, quando o volume global de negócios é muitas vezes nulo.

Este gráfico das negociações de futuros na Comex em 16 de dezembro mostra a queda repentina no preço da prata.

Comex_12-2014

A segunda etapa da queda de preço acentuado começa às 1:30 horas, horário do Leste, após o que a operação de pregão Comex foi fechada para o dia. Isto é tipicamente um dos períodos mais baixos de volume de negociação, durante o qual as ordens de compra ou venda podem causar perturbações de preço significativas para o mercado. Não houve notícias ou eventos que teriam desencadeado a venda repentina de contratos futuros de ouro, e nenhum dos outros mercados experimentaram movimentos incomuns enquanto o preço do ouro e da prata foi rapidamente mergulhando.

Para colocar em perspectiva os 9.767 contratos de prata vendidos em 15 minutos, o volume total negociado na Comex de prata para o período de comércio global de 23 horas terminando as 5:00 em 15 de dezembro foi de 149.964 contratos, ou seja, uma média de 6.520 contratos por hora. O único tipo de participante do mercado que poderia despejar quase 10.000 contratos em um período de 15 minutos é um único vendedor, cuja única motivação é empurrar o preço da prata o mais baixo possível. A entidade que pode se dar ao luxo de usar seu capital dessa forma é o Federal Reserve, porque o Fed pode criar o seu próprio capital,  usando a prensa de papel.

No fundo, os mercados financeiros estão sendo cada vez mais pressionados, por declínios das moedas de mercados emergentes, governos soberanos insolventes – incluindo os EUA, e talvez uma crise de derivativos renovada desencadeada pelo colapso do preço do petróleo. A queda do preço do petróleo poderia resultar em problemas para derivativos maiores do que o subprime hipotecário da crise de 2008.

A manipulação escada abaixo dos preços dos metais preciosos impede o “sistema de transmissão de aviso de crise” de funcionar corretamente. Mais importante, a queda no preço do ouro / prata contra o USD transmite a ilusão de que o dólar está forte no momento em que, de fato, o dólar deveria estar sob pressão do excesso de emissão de dólares e dívida denominada em dolar.

O que estamos vivenciando desde a crise de 2008 não é apenas a subordinação da política econômica dos EUA para as necessidades dos bancos “grandes demais para falir“, mas também a subordinação da lei e dos órgãos reguladores financeiros para os interesses de alguns bancos privados. A manipulação dos mercados de ouro é ilegal, seja por particulares ou por entidade pública, e por isso temos o espetáculo de o governo dos EUA apoiar um punhado de bancos através de meios ilegais. Não só a responsabilidade econômica foi posta de lado, mas também a responsabilidade legal.

Assim como Washington se põe acima de leis que proíbem a tortura e agressão nua e crua para a realização de sua “guerra ao terror” auto-declarada e acima da Constituição, a fim de construir um estado policial doméstico, Washington se coloca acima das leis que proíbem a manipulação do mercado.

Obviamente, a afirmação de que o governo representa o Estado de Direito é tão falsa como todas as suas outras reivindicações. O fedor de corrupção e hipocrisia que emana de Washington é o cheiro de um país moribundo.

E assim não é diferente em Brasília. E lembre-se: quando a economia norte-americana finalmente entrar em colapso, ou provocar uma nova guerra mundial para tentar se manter debilmente sobre a corda-bamba, o mundo inteiro irá sentir as consequências.

Entendemos que a maioria da população sequer compreende os conceitos aqui desenvolvidos. Mas você, cliente de Pratapura.com, tem a oportunidade única de conservar, ao menos parte, suas economias em um ativo físico, intangível, como a prata.

Proteja suas economias em prata física antes que ela fique cara demais!

 

 

Fonte.

, , , ,

Deixe um comentário

As vendas de moedas American Silver Eagles tem alta recorde pelo segundo ano consecutivo

Um mês atrás, pouco depois das notícias que as “vendas de moedas de prata na US Mint foram para os níveis mais altos em dois anos“, soubemos que a “US Mint ficou sem Silver Eagles em consequência da enorme demanda.” Isso, no entanto, não impediu a US Mint de vender cerca de 5 milhões de onças no período desde o anúncio, e, como a Reuters informou na semana passada, “a demanda de investidores levantou as vendas de moedas American Silver Eagle a um recorde pelo segundo ano consecutivo, segundo a Casa da Moeda dos EUA. ”

As vendas de moedas de prata atingiram 42,9 milhões de moedas até agora este ano, ante o recorde anterior de 42,7 milhões de moedas no ano passado, disse a Casa da Moeda dos EUA em um comunicado. As vendas de moeda em 08 de dezembro chegaram a 495,5 mil, elevando-os acima do recorde de 2013, disse a Casa da Moeda.

A Reuters acrescentou que “as vendas de moedas de prata cairam 40,8 por cento em novembro, para 3,43 milhões onças“, o que, talvez, era de se esperar, considerando que a US Mint acabara de ficar sem Silver Eagles e o atraso associado com a cunhagem extra e para colocá-las no mercado tem impacto nesses números.

Em qualquer caso, desde o anúncio Reuters, outro meio milhão de American Silver Eagles foram vendidas diretamente da US Mint, e o total agora está em um número recorde de 43,3 milhões de onças.

Para os que estão confusos, é claro que mais um ano de demanda recorde para a prata física explica por que o preço da prata caiu 12,5% em 2014, depois de ter baixado 36% no ano passado. Por quê? Porque, “quando se trata de metais preciosos, graças ao BIS e aos bancos centrais, Papel ganha da pedra de cada vez.”

Proteja suas economias em prata física antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.

, , , , , ,

Deixe um comentário

Bancos manipulando os preços do ouro e da prata? Imagine, deve ser teoria da conspiração….

As suspeitas de que os preços dos metais preciosos são freqüentemente manipulados por alguns bancos internacionais foram confirmadas no último fim de semana. O UBS concordou em negociar com vários órgãos regulatórios internacionais que investigam fraude nos mercados de câmbio e metais preciosos.

banksters

 

Mesmo não admitindo ilegalidade abertamente, uma pessoa familiarizada com com a UBS disse que o banco encontrou “um pequeno número de incidentes potencialmente problemáticos em sua preciosa carteira de metais“, relata o Financial Times.

Um pequeno número de incidentes problemáticos no comércio de metais preciosos, um pequeno número de problemas na negociação Forex, alguns problemas na LIBOR … Parece que os grandes bancos têm uma quantidade bastante grande de um pequeno número de problemas de aparelhamento.
Enquanto que o UBS concordou em estabelecer uma compensação com os reguladores, as vítimas do preço manipulado – mineradoras e pessoas que compraram metais preciosos nos últimos anos –  e suas perdas financeiras – não receberão um centavo. Nem há qualquer maneira para eles chegarem ao fundo do que realmente ocorreu.

É importante lembrar o contexto deste acordo. Aqueles que têm manifestado preocupações de que os mercados de metais preciosos estão sendo manipuladas foram desprezados como teóricos da conspiração há anos.

O Comitê anti-Trust para o Ouro (GATA) têm sido muito vocal e mais proeminente nesse sentido.

No entanto, os chamados teóricos da conspiração estão sendo comprovados como corretos por parte dos bancos.

O ex-assessor do presidente Reagan e secretário assistente do Tesouro dos Estados Unidos, Dr. Paul Craig Roberts destacou no fim de semana como as quebras de metais preciosos, à semelhança do que aconteceu na semana passada, são executadas.

Os contratos de futuros que representam grandes quantidades de ouro, até quarenta toneladas , são despejados no mercado de futuros eletrônico ao longo de alguns minutos. Isso acontece com frequência após a negociação na Ásia terminar e na Europa ainda não estar aberta. Em outras palavras – numa altura em que a menor quantidade de comerciantes estão disponíveis para compra. Isto garante uma queda abrupta do preço.

Dr. Roberts bastante razoavelmente supõe que este é um ato de manipulação descarada para forçar os preços para baixo.

Ele cheira a arrogância ou desespero que, mesmo que o resultado das investigações de órgãos reguladores para a manipulação dos preços do ouro e da prata estão começando a ser feitos, tais demonstrações públicas de manipulação venham a ocorrer.

Observe a oscilação da cotação o ouro no período de 1 ano (Fonte: Thomson Reuters):

1y

 

 

 

 

 

 

 

 
A manipulação pode ser eficaz a curto prazo. No entanto, os preços vão ser ditados pelas forças reais de oferta e procura de metais preciosos físicos. Isso tem sido visto ao longo da história e foi visto recentemente, em 1960, e no fracasso do Pool de Ouro de Londres, que deu origem ao mercado de alta da década de 1970.

O aclamado escritor das Teoria de Dow, Richard Russell observou o forte aumento dos preços dos metais preciosos na sexta-feira e viu isso como um indicador positivo, sugerindo novos ganhos são prováveis. O sábio de noventa anos de idade e respeitado escritor de um dos mais antigos boletins de investimento do mundo, escreveu que ele acha “muita gente de dinheiro grosso vê um QE4 pela frente e está protegendo a si mesmo.”

Devido aos riscos significativos macroeconômicos, sistêmicos, geopolíticos e de fato monetários de hoje, possuir moedas ou barras de ouro ou prata físicas permanece seguro e prudente e voltará a premiar aqueles que têm uma visão de longo prazo.

Veja abaixo a valorização do ouro nos últimos 10 anos, mesmo com a manipulação das cotações  (Fonte: Thomson Reuters):

10y

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O volume de negociação de contratos futuros foi o dobro da média dos últimos 100 dias essa semana, mostraram dados da Bloomberg.

Possivelmente, o ponto de referência mais importante da demanda global ouro hoje permanece as retiradas de ouro do Shanghai Gold Exchange (SGE). A  semana passada foi uma semana muito robusta para a demanda chinesa, apesar dos discursos de demanda fraca e prêmios baixos na China. Na semana que terminou em 31 de outubro, foram retiradas de 47,5 toneladas. Isso significa que o maior comprador de ouro do mundo continua se dirigido para a demanda anual de ouro de cerca de 2.000 toneladas.

SGE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A manipulação dos mercados pode funcionar de forma eficaz no curto prazo (ver acima). No entanto, nos preços a longo prazo serão ditados pela oferta global e da demanda global de 7 bilhões de pessoas, muitas na Ásia, que confiam no ouro e prata como reserva de riqueza.

Para não falar nos bancos centrais soberanos, como o Banco do Povo da China e o Banco Central Russo, assim como o Banco Central do Brasil – que também acreditam nos metais preciosos como um ativo monetário importante.

 

Proteja suas economias em prata física antes que ela fique cara demais!

 

 

Fonte

 

, , , , ,

Deixe um comentário

O começo do fim da manipulação da cotação dos metais preciosos

1-silver bars_0   Após uma operação contra a manipulação de metal precioso por vários reguladores europeus (principalmente o BaFin alemão), o que levou ao resultado chocante que o Deutsche Bank poderia se retirar da fixação do ouro e prata em Londres, a saga da fixação do mercado de prata acabou com um resultado mais curioso: ela teria apenas dois membros agora, o HSBC e o Bank of New Scotia. E, como um resultado ainda mais chocante, durante a noite eles anunciaram que, depois de 14 agosto de 2014, a fixação deixará de existir – a primeira de muitas vitórias para todos aqueles que lutaram por mercados de metais preciosos justos e não manipulados.

A partir do comunicado na Reuters:

O London Silver Market Fixing Limited (a “Sociedade”) anuncia que deixará de administrar a Fixação da Prata  em Londres com efeitos a partir de 14 de agosto de 2014. Até então, o Deutsche Bank AG, HSBC Bank EUA NA e The Bank of Nova Escócia permanecerão membros da Companhia e a Companhia administrará a Fixação da Prata  em Londres e continuará a cooperar com o FCA e outras partes interessadas.

O período de 14 de agosto de 2014 será uma oportunidade para o ajuste orientado para o mercado, com consulta entre clientes e participantes.

London Bullion Market Association manifestou a sua disponibilidade para ajudar com as discussões entre os participantes do mercado, com vista a explorar se o mercado deseja desenvolver uma alternativa para a Fixação da Prata  em Londres.

Esta enorme perda para os manipuladores de metais preciosos foi divertidamente explicada por John Dizard do FT  da seguinte forma: “O campo pode estar mais nivelado, mas não há jogadores suficientes para um jogo.” Zombando daqueles que preferem os mercados não manipuladas, ele disse:

Uma vez que o justo  sentimento de auto-satisfação passa, os moradores da Ilha BaFin podem querer considerar se eles ajudaram a criar condições de concorrência equitativas, sem jogadores suficientes para o jogo. Até agora, ao que parece os beneficiários significativos da persuasão do BaFin foram os concessionários menos importantes sistemicamente nos mercados de prata internacionais. Enquanto ainda haverá quatro participantes da correção ouro de Londres, a estrutura semelhante do London Fix para a prata  agora terá apenas dois participantes, o que o senso comum nos diz que significa que não há mercado real.

Na verdade, isso significará nenhum mercado manipulado por um punhado de participantes. Isso também significa que daqui para frente um mecanismo de preços muito mais transparente terá que ser aprovado: uma vez que se baseia em todo o mercado, e não apenas nas empresas que operavam há décadas por legado, no porão da casa Rothschild.

Só podemos esperar que no futuro todos os vestígios de manipulação do ouro e prata acabarão por desaparecer, resultando no que pode ser a primeira descoberta do preço real dos metais preciosos, com a manipulação dos banco centrais e comerciais ausente.

Em outras palavras, o FCA, sem dúvida em conjunto com o Banco da Inglaterra, bateu duro para manter a estrutura de manipulação existente por três meses, de forma eficaz e contra a vontade do regulador alemão, e do Deutsche Bank, que queriam sair logo que possível.

Quanto ao que acontecerá depois de 14 de agosto, quando o London Silver Market Fixing for oficialmente extinto, nós não podemos esperar para descobrir.

Enquanto isso, estamos confiantes que os membros existentes do esquema gêmeo, ao de ouro, sairão correndo para debaixo de pedras para evitar qualquer exposição pública. Alguns planejam estragar os seus planos.

Invista em prata física antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.

 

 

 

, , , , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: