OURO, PRATA e os MERCADOS: O que vem a seguir em 2019

Curiosamente, o ouro e a prata estão muito mais perto de seus níveis de preço de base do que os mercados mais amplos. É por isso que não acredito que veremos uma queda nos preços dos metais preciosos junto com os mercados. No entanto, se o preço do petróleo continuar caindo, o que parece provável, ele poderá puxar para baixo os preços do ouro e da prata um pouco mais no curto prazo.

Entretanto, parece que a principal diferença entre os metais preciosos e os mercados mais amplos é que os fundamentos terão impacto oposto entre si.

Enquanto os preços do ouro e da prata estão próximos de seus níveis básicos de suporte, devido ao custo de produção, as avaliações mais amplas do mercado estão em território de bolha e provavelmente começarão a se corrigir violentamente em 2019. Assim, conforme os mercados quebrem, o MEDO vai motivar os investidores a cair fora das ações e títulos e se abrigar em metais preciosos.

Com muito poucos ativos para proteger a riqueza, a quantidade de negociantes, investidores, fundos de hedge e instituições se movendo para ouro e prata (e os mineradores) levará seus valores a novos patamares recordes.

 

A demanda por investimento ainda é o maior setor no mercado da prata

Embora o interesse em metais preciosos tenha caído nos últimos anos, a demanda de investimento ainda é o maior setor em crescimento no mercado de prata. Sim, pode ser difícil de acreditar, mas o investimento físico em prata cresceu mais desde a crise financeira de 2008 em comparação com os outros setores. E enquanto os usuários industriais consomem a maior quantidade de prata no mercado global anualmente, sua demanda total caiu durante a última década.

Além disso, um novo estudo mostra que a demanda solar global diminuirá em 40% nos próximos cinco anos. No entanto, eu queria me concentrar na demanda física de investimento de prata porque a comunidade de mídia alternativa parece ter essa ideia de que a PRATA ESTÁ MORTA … E NÃO ESTÁ. Embora seja verdade que a demanda por investimento tenha caído significativamente em relação ao pico há alguns anos, ainda é muito maior do que antes da crise financeira de 2008.

É interessante notar que a demanda por barras e moedas de prata parece aumentar mais quando os preços estão caindo, e não quando estão subindo. Isso ocorreu em 2015, quando a demanda global por moedas e barras de prata atingiu o recorde de 292 milhões de onças (Moz), com o preço da prata caindo para US$ 15,68 contra 161 Moz em 2012, quando o preço médio foi de US$ 31,15:

silverdemand2007-2018

Agora, de acordo com o Relatório Provisório do Silver Institute, a demanda total de moedas e barras cairá para 125 Moz em 2018, abaixo dos 142 Moz durante o ano anterior. Assim, embora a demanda física de investimento em prata tenha caído mais da metade em 2015, é significativamente mais alta do que em 2007, antes que o inferno se instalasse no sistema financeiro e na economia.

Analisando os dados das Pesquisas Mundiais de Prata anteriores (encontradas no Silver Institute), a demanda por moedas e barras variou de 50 a 60 Moz durante 2000-2007. No entanto, as coisas ficaram realmente interessantes no mercado de prata, quando o preço saltou para US $ 20 em 2008, devido à desintegração do mercado bancário e imobiliário. A demanda por moedas e barras de prata mais que triplicou em 2008, para 192 Moz.

Mas, em 2017 e 2018, os baixos preços em curso fizeram com que a demanda global por moedas e barras de prata caísse para níveis mais baixos, com os investidores focados nos mercados mais voláteis e mais amplos, o Bitcoin e outras Cryptos. Não obstante, acredito que a vida retornará aos metais preciosos em 2019, à medida que o medo entra no mercado.

Como mencionado, a demanda física de investimento de prata é o maior setor de crescimento em todo o mercado se usarmos a crise financeira de 2008 como uma diretriz. A demanda por moedas e barras de prata aumentou 123%, de 56 Moz em 2007 para 125 Moz previstos este ano (Thomson Reuters GFMS Team). Agora, o único outro setor que apresentou um aumento geral no mesmo período é a demanda por joias de prata, que cresceu 8% contra um declínio de 11% no uso industrial, seguido por uma queda de 8% no setor de artigos de prata.

Analistas que continuam a se gabar da crescente demanda por prata industrial não parecem prestar atenção aos números. A demanda por prata industrial atingiu o pico em 2011 em 661 Moz e a previsão é que caia mais 2% este ano, para 585 Moz abaixo dos 596 Moz em 2017. Eu afirmei repetidas vezes que a demanda por prata industrial não é o principal fator de preço. Por quê? Em 2012, quando o preço da prata foi superior a US $ 31, a demanda por prata industrial foi menor, para 600 Moz, em comparação a 634 Moz, em 2009, quando o preço era de apenas US $ 20.

Dito isto, a demanda industrial da prata provavelmente continuará a se contrair, à medida do declínio da produção de petróleo. Mesmo se desconsiderarmos a queda na oferta de petróleo e seu impacto no mercado global, um novo estudo intitulado O Papel da Prata na Revolução Verde (do Silver Institute), afirma que a demanda de prata na Indústria Solar Fotovoltaica está prevista para diminuir em 40% até 2024.

Na minha pesquisa em curso, descobri que as forças de oferta e demanda não são bons indicadores primários do preço da prata. Parte da razão pela qual os fundamentos da oferta e da demanda desempenham um papel menos importante com a prata tem a ver com os 2,5 bilhões de oz de prata guardada armazenada em depósitos pelo mundo. Além disso, como afirmei, a maior demanda por moeda e barra física de prata de 292 Moz em 2015 foi devido a redução de 50% do preço de venda em relação a 2012. Então, há fatores muito complicados que impulsionam o mercado de prata.

Minha mais recente análise trouxe uma nova compreensão do que guia o preço de mercados de ações, commodities, metais, etc. No entanto, o custo de produção é o fator primordial que fornece um andar no preço da maioria das coisas. Não estou dizendo que isso é 100%, mas os custos de produção são os principais indicadores de preço quando todas as coisas são iguais. E com isso quero dizer que, quando o mercado está equilibrado, o custo de produção é normalmente o preço mínimo sobre o qual as forças de oferta e demanda reagem.

Segundo a minha análise, o principal condutor do preço da prata, durante um longo período de tempo, tem sido o preço do petróleo.

petroleoxprata_2018

O preço da prata acompanhou bem o preço do petróleo desde 1900. A prata subiu mais na década de 70 do que no petróleo porque havia muito mais “inflação de preços ao consumidor” enquanto a década de 2000 experimentava muito mais “inflação de ativos” (ações, títulos, e imobiliário). Além disso, a demanda física de prata teve um impacto maior no preço da prata na década de 1970, enquanto os mercados de papel foram o principal motor, pelo menos, nas últimas duas décadas.

Assim, quando o preço do petróleo subiu de US $ 19 em 2000 para US $ 110 em 2011, isso teve um impacto tremendo no custo para produzir prata.

Assim, com todas as forças globais de oferta e demanda ao longo do século passado, acho bastante surpreendente que o preço da prata tenha subido e descido com o preço do petróleo. Por quê? Porque o preço do petróleo é o principal motor da economia e define a taxa de inflação e os custos de produção da maioria das coisas. Eu não me importo se o mercado ou os indivíduos criam a demanda por prata e os mineiros produzem o suprimento … eles não podem determinar o CUSTO DE PRODUÇÃO… que é baseado na termodinâmica de um sistema altamente complexo.

Sim, é verdade que se ninguém no planeta quisesse prata, então o bom senso ditaria que seu valor seria ZERO. No entanto, se as pessoas desejarem bens e serviços, elas terão que pagar o preço para cobrir o CUSTO DE PRODUÇÃO. É tão simples assim.

Teremos mais artigos sobre o que é e qual será o NOVO DRIVER do preço da prata no futuro. Muitos perguntam se o preço do petróleo vai cair, e se os preços da prata estarão muito mais altos no futuro. BEM, AÍ ESTÁ A QUESTÃO DE UM TRILHÃO DE DOLARES.

Mas, para simplificar, os enormes US$ 247 trilhões em dívidas globais proporcionaram uma ilusão temporária de altos preços de ativos de ações, bônus e imóveis. Basicamente, a dívida explodiu esses valores de ativos. No entanto, o ouro e a prata não estão sendo apoiados por dívidas. Quando a dívida implode, a maioria dos preços dos ativos vai se esvaziar na fossa. E com a queda da produção mundial de petróleo, a situação será a pior possível. O crescimento da produção mundial de petróleo permitiu que a dívida aumentasse, mas isso vai para o outro lado quando o suprimento de petróleo virar a esquina.

Quando os investidores observarem como seus ativos continuam a ir de RUIM, para PIOR e para o TERRÍVEL, eles vão correr para o ouro e a prata para proteger a sua riqueza. Este será o momento em que as forças de FORNECIMENTO & DEMANDA de metais preciosos finalmente decolarão.

Por fim, a próxima fase do mercado em que entraremos é a PRESERVAÇÃO DE RIQUEZA. Assim, quando os investidores se familiarizarem com os metais preciosos durante esta fase, não precisaremos mais nos preocupar se a PRATA está ou não morta.

 

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

 

Fonte 1, Fonte 2.

A mãe de todas as bolhas

E como se proteger quando ela estourar!

“ESSA É A MAIOR BOLHA DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE E ELA VAI ESTOURAR”Ron Paul, ex-membro da Câmara dos Representantes do Congresso americano por mais de 30 anos e candidato à presidência dos Estados Unidos em 1988, 2008 e 2012.
“O PRÓXIMO PÂNICO FINANCEIRO SERÁ O MAIOR DE TODOS”
​Jim Rickards, investidor americano, comentarista de mídia, autor de livros sobre finanças e especialista em metais preciosos.
“PRÓXIMA CRISE SERÁ A PIOR DE NOSSAS VIDAS”
​Jim Rogers, empresário americano, investidor, viajante, comentarista financeiro e autor.
“ESTA É UMA BOLHA MAIOR DO QUE A DE 2008 E A CRISE QUE SE SEGUIRÁ SERÁ MUITO MAIOR”​
Peter Schiff, investidor americano, autor, empresário e comentarista financeiro.
“ESTÃO CONSTRUINDO A MAIOR BOLHA DA HISTÓRIA MODERNA”
​Harry Dent, analista econômico e escritor de boletins financeiros.
“ESSA É A BOLHA FINAL!”
​Bill Bonner, analista econômico e dono da maior empresa de consultoria financeira do mundo.
“ESTAMOS A CAMINHO DA MAIOR CRISE ECONÔMICA DA HISTÓRIA MUNDIAL”
​Robert Kiyosaki, empresário, investidor e escritor. Autor do livro “Pai Rico, Pai Pobre”.

Se você gosta de ler sobre economia do ponto de vista de autores de fora do Brasil, provavelmente você deve conhecer um ou mais nomes dessa lista, talvez até todos eles, mas se não conhecer, não faz mal.

​Você só precisa saber que todos esses nomes acima são apenas alguns dos profissionais mais respeitados em suas áreas, muitos deles que previram a crise de 2008 e que agora estão prevendo uma crise muito maior que se aproxima a nossa frente.

​Existe uma série de fatores extremamente relevantes que mostram como, não só a economia americana como todo o resto do mundo está no limiar de uma catástrofe financeira sem precedentes na história.

​São esses fatores explicados detalhadamente, as prováveis consequências dessa catástrofe e como se proteger desse desastre que se aproxima que quero apresentar a você no e-book “A MÃE DE TODAS AS BOLHAS”.

Leia mais aqui!

 

 

 

 

 

Mercados de ouro e prata chocarão os investidores em todo o mundo em 2019

Ao iniciarmos as duas últimas semanas de negociação em 2018, vemos que os mercados de ouro e prata deverão chocar os investidores em todo o mundo em 2019.

Gold & Silver Markets Will Shock Investors Around The World In 2019 And There Will Be Hell To Pay

Aqui está o desempenho do ouro e a soma escalonada*. Desde que o ouro formou uma Bull Box que falhou em 2016, esses dois indicadores estavam desacoplados. E vê-los desacoplar por alguns dias ou semanas não conta. Uma verdadeira soma de etapas se prolonga por meses e, às vezes, por anos.

*Em matemática, uma função nos números reais é chamada de função escalonada (ou função escalonada; ‘Step Sum’) se puder ser escrita como uma combinação linear finita de funções indicadoras de intervalos. Falando informalmente, uma função escalonada é uma função constante por partes que possui apenas algumas peças finitas.

Mas, por enquanto, a realidade do mercado (linha azul) é alta no mercado de ouro, enquanto as expectativas do mercado (linha vermelha) são cautelosamente otimistas. Essa é provavelmente uma boa avaliação do mercado de ouro, e deve continuar assim até os mercados financeiros começarem a se esvaziar de uma forma importante …

Estes são todos os detalhes entediantes em um mercado que não tem pressa para fazer qualquer coisa emocionante para cima ou para baixo. E espero que isso continue sendo o caso do ouro até vermos que a volatilidade diária no mercado de ouro começa a subir de seus atuais 0,44% em seus 200 dias de média móvel. Mas os mercados de ouro e prata ADORAM UMA GRANDE VOLATILIDADE!

Dias de extrema volatilidade para o ouro signfiica +/- 3% num dia, enquanto que para a prata é necessário um movimento diário de +/- 5% para produzir um evento de mercado extremo. A última vez que o ouro viu um dia extremo foi em 04 de outubro de 2016, um dia de -3,30%, e o último dia extremo de prata foi em 11 de novembro de 2016, um dia de -6,66%. Ambos os dias foram dois anos atrás, dois anos de negociações diárias tranquilas que pouco fizeram para nós.

Mas apenas espere. Chegará o dia em que os mercados de ouro e prata voltarão a ver movimentos diários regulares de mais de 3% e 5% à medida que reassumem seus avanços de mercado, pois a deflação nos ativos do mercado financeiro, como ações e títulos, inspiram medo e aversão nos corações dos seus donos.

Veja o gráfico a seguir que ilustra a bolha massiva nos mercados financeiros que está pronta para ser desfeita:

O colapso da enorme bolha nas ações será um grande catalisador para a próxima etapa, mais a alta nos mercados de ouro e prata, que impulsionará os preços para níveis com os quais as pessoas só podem sonhar hoje.

E apenas para ilustrar, lembrando a quem acompanha os principais jornais, Alan Greenspan, o eterno guru do FED norteamericano, já avisou: corra para as montanhas! (Greenspan avisa aos investidores para se protegerem)

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.

Planejadores financeiros estão mais interessados em Ouro e Prata

Em recente entrevista com Tom Clouds, um dos maiores especialistas em prata como investimento, ele discute muitos tópicos sobre o aumento dos prêmios de metais preciosos, o custo de produção de mineiros de prata mais alto do que o preço de mercado, a disparada da dívida e o crescente aumento do preço do ouro e da prata. No entanto, uma das partes mais importantes de seu vídeo é a quantidade de planejadores financeiros que agora o chamam porque estão cada vez mais interessados em metais preciosos.

Ele afirma que a esmagadora maioria dos planejadores financeiros nem traz o assunto de ouro e prata para seus clientes.

Quando os mercados começarem a implodir, seja em uma disputa deflacionária ou hiperinflacionária, cada vez mais investidores irão forçar seus planejadores financeiros a investir em ouro e prata em graus variados. Os investidores começarão a cair fora dos mercados de ações e imóveis e entrarão em metais preciosos para proteger sua riqueza. Basta apenas uma pequena porcentagem de planejadores financeiros e investidores interessados em ouro e prata para elevar seus preços a novos patamares recordes.

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

Veja o vídeo com a entrevista (você pode habilitar as Legendas, e em seguida em Detalhes, configurar a Legenda para Português)

 

Fonte

Outra crise global?

Se vier nova crise equivalente à de 2008, tanto os sistemas fiscais dos países como os grandes bancos centrais não estarão nas mesmas condições para enfrentá-la

20 Outubro 2018 | 17h00

Por toda parte pipocam advertências de que nova recessão mundial pode estar em formação, como um furacão sobre o Caribe, em rápido deslocamento para a costa da América do Norte. Quando isso acontece, quem estiver na trajetória prevista pelos especialistas tem de se preparar sob risco de não ter amanhã.

Leia aqui.

Preparando-se para a próxima grande disparada da Prata!

Enquanto os metais preciosos estão totalmente fora do radar da maioria dos investidores, a prata está se preparando para um grande mercado em alta. Sim, é difícil acreditar que os preços do ouro e da prata estão tão baixos, enquanto os mercados mais amplos estão em alta, mas se olharmos para os indicadores fundamentais e técnicos, o mercado de ações e os metais preciosos estão agora em extremos opostos.

A situação no mercado de prata é muito mais favorável hoje do que quando estava sendo negociada a US $ 20 no pico em 2007. E os atuais indicadores da prata são ainda melhores do que quando o preço ela caiu para US $ 9 final de 2008.

Se olharmos para a relação Dow Jones/Prata, ela está em um nível muito mais alto hoje do que em 2007 ou 2008. Quando o Índice Dow Jones atingiu uma alta de 14.000 pontos em julho de 2007, a prata estava sendo negociada a US $ 12,75 a onça. Assim, tivemos um índice Dow Jones/Prata em 1.100:1. No entanto, como o preço da prata subiu a mais de US $ 20 em 2008, o índice Dow Jones/Prata caiu para 600:1. Uma vez que os mercados começaram a vender e o preço da prata caiu para US $ 9 em outubro de 2008, o Dow Jones/Prata voltou para 1.100:1.

Agora, se você olhar para onde o Dow Jones/Prata está hoje, ele está em uma alta de 1.823:1. Assim, o Dow Jones/Prata está 65% mais alto do que quando a prata estava sendo negociada a US $ 9 em outubro de 2008. Não acredito que os investidores em metais preciosos percebam quão extremo esse indicador se tornou.

O índice Dow Jones está agora 90% acima da média móvel de 200 meses (MMA). Por outro lado, o preço da prata está atualmente 13% abaixo de sua 200 MMA.

Tenho que dizer; esta atual estrutura do mercado de títulos de metais preciosos é tal que eu nunca vi antes. Normalmente, quando os mercados de ações se vendem, o mesmo acontece com as commodities e os metais preciosos.

Agora, a única vez em que os metais preciosos se desconectaram dos mercados foi durante o período inflacionário de 1970, e commodities como petróleo e cobre aumentaram junto com o ouro e a prata de 1971 a 1980.

Hoje, os investidores estão focados nos índices de ações, imóveis, títulos e o que restou do mercado das criptomoedas. Mas, quando os mercados finalmente se corrigem, não há muitos investimentos alternativos para proteger os ganhos poderosos feitos no mercado de ações. Acredito que os investidores começarão a voltar ao setor de metais preciosos durante a próxima quebra do mercado de ações e imóveis.

No entanto, quando os investidores de varejo e profissionais voltarem ao setor de metais preciosos, o interesse e volume provavelmente não será nada perto do que tenhamos testemunhado antes. Por quê? Bem, isso tem a ver com o sistema financeiro super-alavancado e altamente endividado que temos hoje em comparação a qualquer outro momento da história.

Embora tenha sido frustrante observar a tendência de queda nos preços dos metais preciosos nos últimos sete anos, enquanto aparentemente tudo o resto (menos as criptomoedas) continuaram a crescer, a paciência vai finalmente compensar os investidores que entenderam o motivo para comprar e manter ouro e prata.

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.

As vendas de Silver Eagles da US Mint aumentam em mais 1 milhão de oz no final de setembro

A demanda pela moeda de prata da norte-americana US Mint Silver Eagle aumentou novamente no final de setembro, elevando as vendas para quase 3 milhões. Em pouco mais de uma semana, as vendas da Silver Eagles saltaram de 1,9 milhão para 2,9 milhões, quase dobrando em relação ao mês anterior. As vendas das Silver Eagles em agosto foram de apenas 1,5 milhão, contra 2,9 milhões em setembro.

AME18

A US Mint, Casa da Moeda dos EUA, suspendeu temporariamente as vendas de Silver Eagles no início de setembro devido a um aumento na demanda. No entanto, à medida que os Estados Unidos retomaram as vendas, os compradores autorizados aproveitaram o preço baixo.

041018a.png

Se excluirmos as vendas de janeiro, que normalmente são elevadas devido ao novo lançamento anual da Silver Eagle, o último mês mais alto foi em novembro de 2016, com 3.061.000 unidades. Então, podemos ver que a demanda não tem sido tão robusta em quase dois anos.

Além disso, a US Mint informou 350.000 unidades de Silver Eagle vendidas no primeiro dia de outubro!

Assim, a venda de 350.000 dias no dia 1o. de outubro é quase a mesma do total de 380.000 retrocedidos em maio. Poderemos ver outro mês forte de vendas de Silver Eagles em outubro, especialmente se o preço da prata continuar barato.

Por fim, em breve teremos um artigo sobre a desconexão entre o preço da prata e do petróleo. A energia é um fator importante no custo para produzir prata. Como o preço do petróleo continua a aumentar à medida que as tendências de preço de contratos futuros de prata caem, isso está colocando muita pressão sobre os principais mineradores de prata. Vamos ver algumas dessas mineradoras primárias registrarem perdas no terceiro trimestre devido aos custos mais altos de energia enquanto recebem preços mais baixos por metais e metais comuns.

Proteja suas economias antes que a prata física fique cara demais!

 

Fonte.