O curinga de prata chinês e o que vem a seguir no preço da prata

A China pode vir a ser um grande curinga para o mercado e o preço da prata no futuro. Existem duas partes da equação em relação ao mercado chinês de prata. Além disso, depois que o preço da prata chegou a bater os US$ 19 rapidamente nos últimos dias, o que vem a seguir para o metal brilhante?

08092019b

Alguns analistas estão sugerindo que o preço da prata esteja sobrecomprado e poderá sofrer uma correção significativa. Embora seja normal que um preço de ativo seja corrigido após uma grande alta, os metais preciosos parecem estar entrando em NOVO TERRITÓRIO. Certamente, o preço da prata poderá sofrer uma correção após disparar nos últimos meses, mas também poderá permanecer sobrecomprado por um período prolongado, muito semelhante à ação dos preços no final de 2010.

Silver-2010

Mas veja isso: recentemente, as ações da ROKU (uma empresa de streaming como a Netflix), teve suas ações em disparada de 530% nas últimas semanas:

Roku_09-2019

Será que a ROKU agora vale tudo isso? Provavelmente não, mas é o que o mercado está dizendo que vale… Entretanto, a ROKU vem mantendo um lucro negativo ao longo dos últimos períodos, e a NETFLIX vem aumentando seus lucros trimestre após trimestre, o que realmente parece mais uma das bolhas .com

Por outro lado, será que estamos vendo de novo mais uma bolha temporária nas cotações da prata? Tirando a euforia e sensacionalismo de analistas superficiais, conhecedores profundos do mercado verificaram que o grande investidor que está de calças curtas (a descoberto) no mercado de títulos de prata é o JP Morgan, e que ele vem trabalhando há muitos anos com o Banco do Povo da China vendendo contratos a descoberto no mercado, mantendo os preços baixos, e que até então, isso tem sido muito benéfico para ambos.

Entretanto, provavelmente prevendo as grandes altas da prata no futuro próximo, o Banco do Povo da China, ao invés de suprimir os preços imprimindo mais contratos futuros  a descoberto em conluio com o JP Morgan, começou a comprar esses contratos futuros, no preço que estiverem… e os demais investidores, pequenos e médios, perceberam essa movimentação. E o porquê disso?

Um dos aspectos importantes disso tudo é a forte dependência da China na indústria de mineração de metais comuns para suprir a esmagadora maioria de suas necessidades de prata. O gráfico abaixo mostra como a Ásia, principalmente a China, recebe apenas 3% de seu suprimento de minas na produção primária de prata.

08092019a

Nunca é demais lembrar que a prata é uma commoditie muito necessária para a indústria, e que sua produção mundial teve seu pico em 2015, e vem declinado desde então, ao contrário do ouro. Países com economias industriais crescentes, como a China, necessitarão de cada vez mais prata no futuro.

08092019c

Aqui faço uma confidência singular de nossa própria experiência na Pratapura.com: frequentemente somos sondados para compras de grandes quantidades de prata, 2 mil kg, 100 mil kg, 200 mil kg, mas nunca tão fortemente quanto nas últimas semanas, e um pretenso comprador teve a audácia de se oferecer para comprar, sob contrato, o fornecimento de 80 toneladas de prata, divididos em cinco compras anuais, mas a serem pagas apenas na entrega pelo preço em reais (!) do fechamento do contrato na data da negociação (de há um mês atrás)… só um louco, ou um tolo, faria um negócio desses…

Mas enfim, o que importa, é que alguém está sabendo de um grande movimento futuro no preço da prata, que poucos sabem…

Você consegue juntar os pontos?

Proteja suas economias antes que a prata física fique cara demais!

Fonte.

 

Os banqueiros perderam enfim o controle sobre os preços dos metais?

Artigo de Paul Craig Roberts

 

Depois de anos sendo mantidos no marasmo pela venda curta orquestrada de papéis a descoberto, o ouro e a prata subiram acentuadamente nas últimas semanas. O preço dos papéis continuou subindo, apesar da prática contínua de despejo de grandes volumes de contratos descobertos no mercado de futuros. O preço do ouro e da prata é reduzido, mas rapidamente se recupera e sobe. Eu não tenho uma explicação neste momento para a essa nova força que é mais poderosa do que a venda a descoberto que foi usada para controlar os preços até agora.

10082019a

Cotações de 09/08/2019

Vários bancos centrais têm convertido suas reservas em dólares em ouro, o que reduz a demanda por dólares e aumenta a demanda por ouro. Os estoques existentes de ouro disponíveis para atender pedidos estão sendo retirados e a nova produção de mineração não está acompanhando o aumento da demanda. Talvez esta seja a explicação para o aumento do preço dos metais.

Durante os muitos anos de Quantitative Easing, o valor de troca do dólar foi protegido pelos bancos centrais japoneses, britânicos e da UE que também imprimiam dinheiro para garantir que suas moedas não aumentassem em valor em relação ao dólar. O Federal Reserve precisa proteger o valor de troca do dólar para que ele continue em seu papel de moeda de reserva do mundo, na qual as transações internacionais são conduzidas. Se o dólar perder esse papel, os EUA perderão a capacidade de pagar suas contas imprimindo dólares. Um dólar em queda em relação a outros países causaria fuga do dólar para as moedas em alta. A catástrofe ocorre rapidamente a partir do aumento da oferta de uma moeda que os bancos centrais não estão dispostos a manter.

Um problema persistiu. O dólar estava depreciando em relação ao ouro. Ajustar o mercado de câmbio era necessário, mas não suficiente para estabilizar o valor do dólar. O mercado de ouro e prata também teve que ser manipulado. Para parar a depreciação do dólar, as vendas a descoberto foram usadas para aumentar artificialmente o suprimento de papel-ouro/prata, a fim de suprimir o preço. Ao contrário das ações, os shorts de ouro e prata não precisam ser cobertos. Isso transforma o mercado futuro de ouro e prata definidor de preços em um mercado de papel onde os contratos são liquidados principalmente em dinheiro, e não recebendo metal. Portanto, os participantes podem aumentar a oferta do ouro e prata de papel negociado no mercado futuro, imprimindo novos contratos. Quando um grande número de contratos é repentinamente despejado no mercado, o aumento súbito na oferta de papel reduz o preço. Isso funcionou até agora.

10082019b

Se o vôo para fora do dólar estiver começando, será difícil para o Federal Reserve acomodar o crescente déficit orçamentário dos EUA e continuar sua política de redução das taxas de juros. Com os bancos centrais transferindo suas reservas de dólares (títulos e notas do Tesouro dos EUA) para o ouro, a demanda pela dívida do governo dos EUA não estará acompanhando a oferta. A oferta aumentará devido ao déficit orçamentário de US $ 1,5 trilhão. O Federal Reserve terá que preencher a lacuna entre o montante da nova dívida que deve ser emitida e o valor que pode ser vendido pela compra da diferença. Em outras palavras, o Fed imprimirá mais dinheiro para comprar a porção não vendida da nova dívida.

A criação de mais dólares quando o dólar está passando por pressões coloca mais pressão de baixa sobre o dólar. Para proteger o dólar, isto é, para torná-lo novamente atraente para os investidores e bancos centrais, o Federal Reserve teria que aumentar as taxas de juros substancialmente. Se a economia dos EUA está em recessão ou se movendo em direção à recessão, o custo do aumento das taxas de juros seria alto em termos de desemprego.

Com o aumento do preço do ouro e da prata, quem desejaria manter a dívida denominada em uma moeda de rápida depreciação quando as taxas de juros são baixas, zero ou negativas?

O Federal Reserve pode não ter consciência da crise pendente que criou para si mesmo. Por outro lado, o Fed é receptivo à elite que quer se livrar de Trump. O colapso da economia na cabeça de Trump é uma maneira de impedir sua reeleição.

Como ficarão os preços dos metais enquanto isso? É a pergunta de 1 milhão de dólares…

Proteja suas economias, antes que a prata física fique cara demais!

 

Fonte.

O que a cotação da prata está nos dizendo agora?

Investidores de metais preciosos estão mais uma vez animados com a prata, com o preço subindo 12% no mês. Não só a prata experimentou alguns bons ganhos em julho, mas também quebrou sua formação triângular simétrica de vários anos. Mas, qual é a informação que o preço do mercado futuro de prata está nos dizendo sobre para onde o metal brilhante vai daqui em diante? Atualmente, a cotação da prata no mercado futuro de derivativos está sendo negociada a US $ 17,00.

09082019a

(cotações de 09/08/2019 as 08:30)

Além disso, o preço da prata superou o ouro, puxando a Relação Ouro-Prata de 95/1 no início de julho para 85/1. O que significa que, em apenas algumas semanas, uma onça de ouro pode agora comprar apenas 85 onças de prata em comparação com 95 onças duas semanas atrás. Fale sobre uma mudança significativa na relação ouro-prata em um período relativamente curto de tempo…

Então, onde o preço da prata vai agora? Boa pergunta. Bem, se olharmos para o gráfico de prata a longo termo, podemos ver que ela rompeu a Formação Triângula Simétrica. Ele também se moveu bem acima da média móvel de 50 meses (MMA – linha azul) em US $ 16,23 e a de 200 meses a $ 16,76.

09082019b

A prata já passou o limiar de US $ 16,76, e possivelmente vai subir ainda mais antes de qualquer correção ocorrer. Por quê? Porque não seria incomum que a prata parasse por um momento e corrigisse novamente para os $ 15,50 antes de subir. Mas não foi o que aconteceu…

Um BREAKOUT ocorre quando o preço finalmente passa por um nível crítico de resistência em grande escala. Então, quando a prata saiu da linha superior do triângulo simétrico no gráfico mensal, ela também quebrou o mesmo nível de resistência de US $ 15,50 no gráfico diário. No entanto, BREAKOUTS tendem a ser mais impressionantes quando o fazem de formações de gráfico de longo prazo.

Após a reunião do Fed nos dias 30 e 31 de julho, em que anunciou um corte na taxa de 50 pontos base durante a reunião do FOMC, vimos o preço da prata seguir significativamente acima da MMA 200 de $ 16,76.

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.

 

O Ouro continuará a se mover para cima, e a Prata superará o Ouro nessa alta, segundo Tom Cloud

Na última entrevista de Tom Cloud, um dos espacialistas em metais preciosos mais experientes dos EUA, ele fala sobre a recente grande movimentação do ouro e como os Bancos Centrais continuam a adquirir quantidades recordes do metal amarelo com a expectativa de uma futura reposição monetária.

Tom diz, através de conversas com seus contatos nos últimos 43 anos, que eles nunca viram nada parecido com a situação atual nos mercados financeiros. Eles acreditam que algumas coisas muito ruins estão no horizonte, enquanto os bancos centrais continuam a imprimir dinheiro e a reduzir as taxas de juros, até abaixo de zero em alguns países.

TC_130719

Além disso, a dívida pública dos EUA é a mais alta da história sob a Presidência Trump. E não podemos esquecer que os juros sobre a dívida aumentaram 10%, um aumento adicional de US $ 42 bilhões nos primeiros três quartos do ano fiscal. Enquanto o bônus de 10 anos do Tesouro dos EUA ainda está sendo negociado a 2,0%, o Bund alemão de 10 anos está agora em -40 pontos base (-0,4%), abaixo dos 60 pontos base (0,6%) em outubro de 2018. O Bund de 10 anos está em sua menor taxa histórica. Há apenas dez anos, sua a taxa era de 4,50%.

Tom também discute a relação ouro/prata e como a cotação da prata está agora batendo nos custos de mineração. Tom também acredita que o preço da prata superará o ouro durante o próximo mercado de alta de metais preciosos, pelos vários motivos que já discutimos por aqui antes. Ainda há muito espaço para a recuperação do preço da prata.

GoldSilver_130719

*Cotações do mercado de futuros em 13/07/2019

Tom conclui dizendo que a Queda estará madura para alguma correção significativa nos mercados. Assim, os investidores em metais preciosos devem se preparar para o que está por vir.

A Tom Cloud está no mercado de metais preciosos há 43 anos, desde 1976. Ele tem muita experiência na indústria e entende melhor o mercado de ouro e prata do que a maioria dos revendedores do setor.

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.

 

Os contratos futuros de prata estão em sua maior alta nos últimos 6 meses

Os contratos futuros, derivativos nominalmente lastreados em prata vendidos no mercado especulativo, chegaram agora em sua maior alta nos últimos 6 meses. Veja que mesmo os especuladores, quando o horizonte se torna duvidoso, buscam refúgio nos metais preciosos.

Só no último mês a valorização foi de 7%, e já superou a baixa dos últimos 6 meses. Em breve as cotações alcançarão, ou ultrapassarão, os mesmos níveis de 12 meses atrás. Como temos dito, os grandes bancos de investimento em derivativos não vão conseguir manter as cotações artificialmente para baixo, simplesmente emitindo papel, por muito tempo.

250619

(cotações em 25/06/2019)

Não só a prata finalmente ultrapassou seu padrão de queda, mas o fez quando o Índice Dow Jones caiu em 1.000 pontos. Assim, a retórica em curso de que os preços dos metais preciosos vão diminuir juntamente com os mercados mais amplos continua sendo uma previsão incorreta, já que o comércio de ouro e prata é maior durante as grandes vendas do mercado.

E certamente, as tensões entre EUA e Irã estão abalando a confiança dos especuladores, estimulando tanto estes quanto os investidores sérios a se refugirarem nos metais preciosos. Esse mesmo movimento está sendo visto com o ouro.

Como, por estranhas razões, o valor da prata física (e do ouro) é baseado nos valores destes contratos futuros, havendo uma continuidade desta tendência de alta, logo os preços pra prata física terão que subir também.

Em parte, conseguimos segurar os preços da prata física no Brasil em razão da concomitante desvalorização do US Dollar, mas não quando a prata recuperar totalmente suas cotações e o dolar não acompanhar mais. Se você dipõe de reservas financeiras, é um bom momento para alocar ao menos uma parte em prata física, para aproveitar os preços atuais.

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais.

Exportações de prata dos EUA para a Índia explodem os últimos seis meses

Enquanto a demanda por investimento de prata no Ocidente ainda não esquentou, os indianos estão comprando o metal branco brilhante a rodo. Apenas nos últimos seis meses, as exportações de prata dos EUA para a Índia explodiram para níveis recordes. Sim, não há melhor maneira de dizer isso se comparamos com o pouco que a Índia importou dos Estados Unidos durante os seis meses anteriores.

Além disso, de acordo com a Metals Focus Consultancy, eles prevêem uma demanda de prata pela Índia ainda mais forte em 2019 devido aos indianos rurais usarem suas “doações em dinheiro” do governo para ajudar as economias locais antes da eleição do presidente. Que interessante. Quando os americanos recebem um cheque do governo pelo correio, eles o usam para comprar mais lixo desnecessário. No entanto, muitos indianos usam para comprar prata como um investimento.

Independentemente disso, o gráfico abaixo mostra o quanto de prata os EUA exportaram para a Índia nos últimos seis meses:

01062019

De março a agosto de 2018, os embarques de prata nos EUA totalizaram duas toneladas métricas. Agora, compare isso com as 517 toneladas métricas de setembro a fevereiro de 2019. Mesmo se incluirmos as exportações de prata dos EUA para a Índia de janeiro a fevereiro de 2018, isso equivalia apenas a 1,2 toneladas métricas. Então, como podemos ver pelos dados acima, há uma demanda extremamente alta por prata na Índia.

Agora, se olharmos para o total das exportações anuais de prata dos EUA nos últimos anos, a mudança na demanda indiana é ainda mais impressionante. As exportações totais de prata dos EUA foram de 289 toneladas métricas em 2016 e caíram para 157 toneladas em 2017. Em seguida, devido ao enorme aumento na demanda indiana, as exportações totais de prata dos EUA subiram para 604 toneladas em 2018. No entanto, se removermos ‘componente indiano’ em 2018, as exportações totais de prata dos EUA teriam sido apenas 205 toneladas em 2018.

Além disso, as exportações de prata dos EUA para a Índia nos últimos seis meses foram quase o dobro das exportações totais em 2016 e mais do que o triplo de 2017. Embora seja verdade que esse aumento na demanda de prata indiana não tenha afetado o preço ainda , espere até que a economia e o sistema financeiro comecem a se desfazer ao longo dos próximos anos.

Hoje, como os mercados continuam a se vender devido a mais guerra comercial com o México, o ouro e a prata estão no radar. Mesmo que o ouro esteja superando a prata hoje, eles estão fazendo exatamente o que foi previsto durante as desacelerações significativas do mercado. E acredito que este seja apenas o começo de um descolamento ainda maior entre os mercados globais e os metais preciosos nos próximos anos.

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

Fonte.

A quantidade impressionante de investimento em ouro e prata desde a crise financeira de 2008

Embora a demanda por metais preciosos esteja certamente fora de seus patamares em relação aos anos anteriores, os investidores ficariam bastante surpresos com a espantosa quantidade de investimentos físicos em ouro e prata desde a crise financeira de 2008. Somente comparando a demanda de investimento em ouro e prata à década anterior, podemos realmente entender como o mercado de metais preciosos mudou, e provavelmente para sempre.

A crise financeira de 2008 foi um fator de mudança para o investimento em ouro e prata

Porque nos concentramos nas notícias do dia-a-dia, tendemos a ignorar as tendências de longo prazo. Embora as informações de curto prazo sejam importantes, elas não substituem as tendências fundamentais de longo prazo. Bem, sim… talvez em alguns casos, mas se tomarmos o colapso da Roma antiga como um exemplo, não pode ser atribuído apenas aos eventos que ocorreram nos últimos anos do império, mas sim, os séculos que levou para seu EROI em queda – Energia Retornada no Investimento, para destruí-lo de dentro.

Hoje, estamos na mesma situação do Império Romano Antigo. No entanto, a esmagadora maioria das pessoas não o vê, porque se concentra apenas em resultados e informações de curto prazo. Assim, para realmente entender o futuro, temos que olhar para trás no passado. E, se fizermos isso com investimentos em ouro e prata, veremos uma tendência muito interessante.

De acordo com algumas das melhores fontes do setor, o World Gold Council e o World Silver Surveys, os investidores compraram 16.200 toneladas métricas de ouro e 57,8 milhões de toneladas de prata de 2009 a 2018:

Isso resulta em 520 milhões de onças de ouro e quase 2 bilhões de onças de prata. Agora, esses números representam apenas a demanda física por barras e moedas, incluindo as compras líquidas do banco central. Não incluí produtos de ETFs ou similares. Primeiro, não há como saber se o ouro ou a prata está sobre-subscrito nesses ETFs de metais preciosos ou, segundo, se todo o metal listado está contido nos cofres. Então, os números são provavelmente muito maiores, especialmente para a prata.

No entanto, comparando a quantidade total de investimento físico em ouro e prata com a década anterior, podemos ver uma diferença significativa:

O investimento total em ouro global de 1999 a 2008 foi de 3.965 toneladas contra 15.300 toneladas de prata. Se combinarmos as informações de ambos os gráficos em um, os investidores compraram quatro vezes mais ouro físico e prata depois da crise financeira de 2008:

O investimento em ouro físico global aumentou quatro vezes, enquanto o investimento em prata aumentou em 3,8 vezes (quase quatro vezes). O investimento médio anual em ouro físico de 1999-2008 foi de apenas 396 toneladas e 1.524 toneladas para a prata, comparado a 1.187 toneladas (ouro) e 6.090 toneladas (prata) durante 2009-2018.

No ano passado, o investimento em ouro físico global foi de 1.090 toneladas contra 3.890 toneladas de prata. Sim, é verdade que a demanda física de investimento em prata no ano passado foi muito inferior à média anual de 6.090 tm (2009-2018), mas o preço e a demanda da prata são muito mais voláteis do que o ouro. A demanda física de ouro ainda é bastante forte e é quase três vezes maior do que antes da crise financeira de 2008. O que significa, os investidores mais experientes continuam a adquirir o metal monetário amarelo, apesar de 99% do mundo jogar no Grande Casino Global.

Isso deveria dizer algo sobre a força da preciosa demanda física por metais, com menos de 1% do mercado participando. O que acontecerá com a demanda de ouro e prata quando os bancos centrais não serão mais capazes de sustentar o sistema financeiro e econômico? Essa não é uma questão de “SE”, é uma questão de “QUANDO”.

NAturalmente o “QUANDO” é a preocupação dos investidores em metais mais preciosos. Embora seja impossível fornecer uma data, a lógica sugere que a linha do tempo está se acelerando.

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

Fonte.