Fatos importante de 2015 que vão fazer 2016 ser muito interessante para a prata

Houveram alguns fatores importantes para a prata em 2015, que podem vir a ter um desenvolvimento muito interessante para 2016. Os números que compõem esses fatores separados não parecem tão marcantes até que venhamos a combiná-los e estudarmos as tendências.

Ao combinar esses dados, podemos detectar tendências notáveis que provavelmente podem configurar o mercado com impressionantes movimentos de preços futuros de prata.

Por exemplo, 2015 acabou por ser um ano recorde para o total de importações de pratapelos norte-americanos e indianos. As importações combinadas de prata dos EUA & Índia não apenas superaram o recorde anterior estabelecido em 2014 … aumentaram em 20%:

Como podemos ver, as importações de prata dos EUA e da Índia subiram para 14.446 toneladas métricas (MT) em 2015, um aumento de 20% em relação as 12.045 mt de 2014. Esta acaba por ser uma adição 464 milhões de onças (MOZ) de prata. Além disso, a importação de prata combinadas dos dois países é responsável por consumir 53% da oferta total das minas globais. Assim, a percentagem de importações de prata dos EUA e da Índia contra a oferta global continua a crescer a partir de 29% em 2012.

Os investidores precisam perceber que os EUA e a Índia importar 53% da oferta total das minas mundiais é um número significativo. Provavelmente a Índia está importando uma grande quantidade de prata, não só porque ela é um excelente investimento nos preços de hoje, mas devido à sua enorme demanda por instalações solares e outras peças eletrônicas no futuro.

A Índia planeja investimentos maciços em energia solar.

A Índia planeja disponibilizar 100 gigawatts (GW) de instalações solares até 2022. Em 2014, eles tinham apenas 3 GW de energia solar instalado. A decisão da Índia de acrescentar tanta energia solar em sua matriz energética irá consumir uma grande quantidade de prata. Dito isto, vale a pena dizer algumas coisas sobre a indústria de energia solar:

Grandes instalações de energia solar não são economicamente viáveis quando consideramos os seus custos de ciclo completo sobre a sua vida útil. Apenas sobre cada análise de fluxo de caixa de fazendas solares e instalações grandes mostram que elas não pagam de volta o investimento original ao longo da vida funcional do projeto (20-25 anos).

No entanto, para fazer estes elefantes brancos um pouco viáveis, os serviços públicos pagam às plantas solares 2-3 vezes acima da taxa normal. Não estou dizendo que isso ocorre em todos os projetos, mas parece ser o padrão da indústria. Por quê? Porque a fazenda solar não pode pagar as suas contas ao longo da vida do projeto quando ela tem que competir com fontes regulares (carvão ou gás natural) nas tarifas de eletricidade no atacado.

Então, mesmo que seria aconselhável o Governo indiano ou empresas privadas no país não desperdiçarem o seu capital em projetos solares, eles vão continuar a fazê-lo através da instalação de 100 GW em 2022.

Mais uma vez, não incomoda nem um pouco que a Índia planeje consumir milhões de onças de prata para construir suas fazendas solares maciças e instalações. Por quê? É menos prata restante para o mercado e os investidores. Assim, isso adiciona mais pressão sobre o mercado de prata daqui para a frente.

As vendas oficiais de moedas de prata bateram os recordes em 2015 novamente.
Outro fator recorde que a prata registrou em 2015 foram as vendas oficiais moeda de prata. Não só as vendas oficiais de moeda de prata atingiram 130 Moz em 2015, como superaram o recorde anterior estabelecido em 2011 (116,4 Moz) por uma bolada de 12%:

Embora até tenha havido alguns anos de baixas (2012 e 2014), já que as vendas oficiais de moeda de prata saltaram em 2008, não é provável esta tendência se inverter tão cedo. Além disso, a enorme quantidade de aumento da dívida e alavancagem no sistema financeiro desde 2008 só garante que a demanda por moedas oficiais de prata vai se tornar ainda mais forte nos anos seguintes.

Basta pensar sobre o enorme aumento das importações de prata dos EUA e Índia e registar a procura por moeda oficial de prata em 2015. Se estas duas tendências continuarem a crescer em 2016, pode vir a ser bastante um ano interessante.

Mais uma coisa. Eu não sei se vocês notaram no primeiro gráfico, mas de acordo com os dados colocados pela World Metals Statistics, eles mostram um ligeiro declínio na produção de prata global em 2015:

Segundo a World Metals Statistics, a produção mundial de prata diminuiu ligeiramente de 27.442 toneladas em 2014 para 27.426 toneladas em 2015.

É possível que o fornecimento global das minas de prata será menor em 2016 devido ao fechamento de várias minas de metais. Se o preço do cobre cair ainda mais baixo no segundo semestre do ano, podemos ver ainda mais minas de cobre fechando … assim causando mais declínios de produção de prata como subproduto.

Quando você somar todos esses fatores sobre a prata, parece que 2016 poderá surpreender os investidores.

Proteja suas economias com prata física, antes que ela fique cara demais!

Fonte.

Deixe seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s