Trump assina ordens executivas que cancelam as regras anti-fraude pós crise de 2008

Essa notícia até saiu na mídia nacional no último 03/02, mas talvez nem todos tenham dado a devida atenção a ela.

Neste dia o presidente dos EUA Donald Trump assinou duas ordens executivas destinadas a iniciar o processo de revogar o sistema regulatório posto em prática após a crise financeira de 2008.

Entre os alvos estão as regras que protegem contra os credores predatórios, as que forçamtaxas mais baixas para aposentados e a proibição da negociação proprietária. Especificamente, a Trump tomou uma ação executiva ordenando a revisão das regras ‘Dodd-Frank’ promulgadas após a crise financeira de 2008 e parando a “regra fiduciária” que exigiria que os conselheiros das contas de aposentadoria trabalhassem no melhor interesse de seus clientes.

Os CEOs de Wall Street, como Lloyd Blankfein e Jamie Dimon, cansados de serem acusados de explodir o mundo financeiro com regulamentações governamentais indevidas, têm pressionado por mudanças há anos, argumentando que a indústria financeira tem sido demasiadamente limitada pelo sistema implementado pela Lei Dodd-Frank de 2010. Depois que Trump concentrou-se em limitar o comércio e a imigração durante suas duas primeiras semanas no cargo, políticas opostas por muitos no setor financeiro, o golpe de uma caneta do presidente desencadeia um processo para desfazer muitas das regras que acha mais “irritantes” .

“Vamos atacar todos os aspectos de Dodd-Frank”, disse Gary Cohn, ex-presidente do Goldman Sachs, agora presidente do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, em entrevista à Bloomberg Television. “Vamos engajar a Câmara, vamos envolver o Senado. Eles estão igualmente interessados em reformar alguns dos processos regulatórios também. Podemos fazer um pouco sem eles, mas quanto mais ajuda recebermos do Congresso, melhor será”.

Enquanto isso, Elizabeth Warren – legitimamente segundo alguns – atacou Trump por apressar-se para desfazer os principais regulamentos de Wall Street, e emitiu uma declaração em que ela disse: “Os banqueiros de Wall Street e lobistas cuja ganância e imprudência quase destruiu este país podem estar brindando cada um com uma champanhe, mas o povo americano não esqueceu a crise financeira de 2008. ”

Donald Trump falou de um grande jogo sobre Wall Street durante sua campanha – mas, como presidente, estamos descobrindo de que lado ele está realmente. Hoje, depois de ficar literalmente ao lado de grandes bancos e CEOs de fundos de hedge, ele anunciou duas novas ordens – uma que tornará mais fácil para os consultores de investimento enganá-lo (o investidor) com sua poupança de aposentadoria, e outro que vai colocar dois ex-executivos do Goldman Sachs encarregado de destruir as regras que protegem você contra a fraude financeira e outro colapso econômico. A ganância e a imprudência que quase destruíram este país pode brindar com champanhe, mas o povo americano não esqueceu a crise financeira de 2008 – e eles não vão esquecer o que aconteceu hoje “.

Mesmo que vá demorar um pouco para reverter totalmente os regulamentos financeiros, certamente Wall Street já está se preparando para o próximo grande empurrão em derivativos e alavancagem, soprando um novo conjunto de bolhas de ativos, e todas essas outras coisas que levaram o sistema a um colapso há menos de 10 anos.

Não gostamos de ser excessivamente alarmistas, mas renovamos nosso conselho: proteja suas economias em prata física antes que mais um ciclo da crise financeira mundial estoure sua bolha!

Fonte.

 

 

Deixe seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s