Especialista diz que os mercados estão caminhando para um “potencial caos” em 2023

O famoso investidor Bill Gross disse que espera grandes problemas pela frente caso o Federal Reserve continue elevando as taxas de juros.

“A economia foi impulsionada por enormes quantias de trilhões de dólares em gastos fiscais, mas, no final das contas, quando isso acabar, acho que teremos uma recessão moderada e, se as taxas de juros continuarem subindo, teremos mais do que isso”, disse Gross no “Halftime Report” da CNBC.

“Temos um caos potencial nos mercados financeiros”, disse ele.

Um aperto na política monetária perturbaria ainda mais os mercados de capitais, de acordo com Gross. O chamado rei dos títulos e cofundador da Pimco apontou para o movimento de terça-feira nos rendimentos dos títulos globais após a decisão do Banco do Japão de ampliar o rendimento de seus títulos do governo japonês de 10 anos.

Enquanto isso, um aumento nas taxas de juros significa problemas futuros para o setor imobiliário comercial, que pode enfrentar “potenciais inadimplências” no futuro, disse Gross. No entanto, ele espera que os imóveis residenciais se saiam um pouco melhor e não sejam atingidos na medida em que foram durante a Grande Recessão.

“Acho que, daqui para frente, se o Fed continuar a aumentar as taxas, a capacidade de equiparar parte do mercado imobiliário, que está caindo de preço, será severamente limitada e, portanto, servirá como um alerta”, disse Gross. “Mas em termos de desastre imobiliário, como em 2007, 08, não acho que estamos indo para lá.” (fonte)

Porém, como já alertamos aqui, há outros buracos muito mais profundos no sistema, como os derivativos.

Cinco razões para comprar prata em 2023

Para aqueles de nós que se mantêm atualizados sobre as notícias mundiais e o sistema financeiro global, 2022 não teve falta de surpresas. Aumento da inflação? Qualquer um poderia ter previsto isso, e a resposta dos BCs (mesmo que seja um pouco tarde demais) saiu direto dos manuais dos bancos centrais. Na verdade, praticamente todas as economias desenvolvidas estão fazendo a mesma coisa.

O pior início de ano para as ações desde 1970? O pior ano para títulos desde 1842? Novamente, qualquer pessoa familiarizada com a história econômica poderia ter previsto isso.

Quem poderia esperar a invasão russa da Ucrânia, no entanto – e as sanções maciças de retaliação do Ocidente que esmagaram os mercados globais de energia? A mutação Omicron da incrível contagiosidade de Covid e o bloqueio nacional da China em resposta? A administração Liz Truss de um mês no Reino Unido e o retorno dos vigilantes de títulos? O euro caindo para a paridade com o dólar (e a libra esterlina quase fazendo o mesmo)?

Pessoal, este foi um ano agitado. Aqueles de meus leitores regulares que diversificaram suas economias com metais preciosos físicos há um ano provavelmente estão se dando tapinhas nas costas agora…

Até agora neste ano, o ouro superou as ações em 20,4% e superou os títulos em 16%. A prata se saiu ainda melhor, quase 4,5% a mais que o ouro.

Agora, pare-me se você já ouviu isso: o desempenho passado não é garantia de resultados futuros. Na verdade, várias pessoas com quem conversei recentemente expressaram frustração por terem “perdido” por não comprar ouro e prata há um ano.

Desempenho acumulado no ano do SP 500, mercado de títulos amplos (Bonds), ouro e prata em 28.12.2022

Aqui estão os 5 principais motivos pelos quais você deve considerar a compra de prata física agora, especialmente se ainda não diversificou com metais preciosos físicos.

1. Não há pouso suave à frente…

Em outubro, 98% dos CEOs dos EUA relataram esperar uma recessão. Isso significa maior desemprego, uma desaceleração maciça da atividade econômica e um golpe correspondente no mercado de ações. (O CEO do Bank of America, Brian Moynihan, prevê uma queda de 25% no mercado.)

Em média, durante uma recessão, o S&P 500 cai 29% – durante a Grande Recessão, caiu 55%.

Com base no índice Shiller PE, as ações devem cair cerca de 40% para retornar à sua avaliação média histórica. Isso está dividindo quase exatamente a diferença entre uma recessão padrão e a pior crise econômica desde a Grande Depressão.

2. Porque os bancos centrais do mundo estão comprando!

Os bancos centrais em todo o mundo acumularam ouro em um ritmo inédito desde 1967 (quando o dólar americano ainda era lastreado em ouro). De acordo com o FMI, há dois fatores principais por trás da onda de compras de ouro do banco central:

-Uma fuga para ativos mais seguros em meio à inflação escaldante
-Para diversificar ativos (a maioria dos bancos centrais detém muitas reservas em moeda estrangeira)

3. Vinte meses consecutivos de aumentos de preços superando os salários

Os salários estão subindo – viva! A única coisa subindo mais rápido? Todo o resto…. Em outubro, a inflação ultrapassou o crescimento dos salários por 18 meses seguidos. Isso significa que o salário aumentou no papel – e ainda assim podemos pagar menos do que podíamos um mês, um ano ou um ano e meio atrás.

Se você não se lembra de mais nada deste artigo, lembre-se disso: sempre compare as taxas de “crescimento econômico” com as taxas de inflação. Os resultados podem ser francamente desanimadores…

Não é de admirar que as pessoas estejam, cada vez mais, buscando uma forma de dinheiro à prova de inflação. A boa notícia é que isso já existe! É chamado de ouro e prata físicos.

4. A crescente dívida dos países já é incontrolável…

A dívida dos países cresceu mais rápido do que o PIB desde 1981. Este não é um problema do qual nossos governos possam apenas tributar para se livrar.

Além disso, temos mais dois anos de administração Biden pela frente. Você deve se lembrar que, sob a presidência de Biden, os EUA tomarão emprestados outros US$ 4,8 trilhões (a partir de setembro). O orçamento preliminar para 2023 é 7,4% superior ao de 2022…

Pode ser tarde demais para a sanidade fiscal salvar as nações da moratória da dívida. Mas muitos não pensam assim.

No entanto, a dívida não é o único problema associado aos gastos deficitários. Lembre-se de que cada dólar recém-impresso não aumenta a riqueza – em vez disso, reduz o poder de compra de todos os outros dólares do mundo.

Isso torna urgente que todo americano possua alguns ativos cujo valor não esteja vinculado ao sucesso ou fracasso do dólar americano. O ouro e a prata são uma escolha ideal. Como diz Ray Dalio:

Há um velho ditado que diz que ‘o ouro (e a prata) é o único ativo financeiro que não é passivo de outra pessoa’. Quando você recebe moedas de ouro (ou de prata) de um comprador, pode derretê-las e trocar o metal e ainda receber quase o mesmo valor como se as tivesse gasto, ao contrário de um ativo de dívida como o papel-moeda, que é uma promessa de entrega de valor (que é não é uma grande promessa, dada a facilidade de impressão).”

5. Ouro e prata são historicamente subvalorizados

Vários investidores e analistas acreditam firmemente que o ouro e a prata são extremamente, até mesmo historicamente, subvalorizados… Ainda mais quando consideramos a análise de Urban Jermann sobre os mal-entendidos do valor do ouro como um investimento. (Para resumir, Jermann diz que o preço do ouro subestima a demanda mundial por ouro (e prata) – quando os preços caem, sempre há um comprador, ao contrário de praticamente todos os outros ativos financeiros.)

Posso diversificar minhas economias com metais preciosos físicos a ponto de ficar completamente indiferente ao próximo anúncio do Fed – Powell não pode me tornar rico e não pode me tornar pobre. Tudo o que ele pode me fazer é frustrar.

Às vezes, as pessoas me perguntam: “Como faço para escolher entre ouro e prata?” Agora há uma boa resposta! A Oxford Economics identificou recentemente uma alocação “ideal” para a prata como uma porcentagem das economias de qualquer investidor:

Ao longo de uma janela de dez anos, a alocação ideal para a prata deve depender da tolerância ao risco geral do indivíduo: 5,6% para baixo risco, 6% para médio risco e 5,8% para alto risco.”

Isso torna agora um ótimo momento para começar a diversificar com metais preciosos físicos. (fonte)

E você, já está se preparando para o Grande ‘Reset’?

Na PrataPura.com, fazemos o que fazemos porque acreditamos que riqueza de verdade é aquela que você tem em sua mão, fisicamente, e que não tem risco de evaporar por um clique num computador, ou pela falta de empatia dos governantes e donos do mundo.

Queremos ajudar nossos clientes a protegerem sua riqueza, seu dinheiro duramente conquistado, neste mundo constantemente ameaçado pelo caos, e terem controle total sobre seu patrimônio.

Nosso propósito é facilitar a formação de reservas de riqueza seguras pelos nossos clientes em face das incertezas globais e a irresponsabilidade dos emissores de dinheiro de papel, intermediando a troca de metal precioso físico por valores fiduciários a medida das suas necessidades. Somos a empresa pioneira no Brasil em vender, além de prata física, também barras certificadas de platina para reserva de valor, de forma legal.

Entre no seleto grupo de pessoas que pensam no futuro, a frente do seu tempo, e protegem sua riqueza de forma que ela dure para sempre!

Visite nossa loja online: www.loja-pratapura.com

Deixe seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s