Crise de 2012 será pior que a de 2008, diz Jim Rogers

Será muito, muito pior porque os déficits continuam subindo cada vez mais’, diz o investidor americano.

NOVA YORK – O entusiasmo que o investidor americano Jim Rogers demonstra sempre que fala da Ásia é inversamente proporcional ao seu crescente ceticismo em relação aos Estados Unidos e Europa. “Vamos ter outra crise. Teremos mais problemas em 2012, 2013″, disse, em entrevista por telefone de Cingapura. Segundo ele, a próxima crise será pior. “Será muito, muito pior porque os déficits continuam subindo cada vez mais. A América não será capaz de gastar tanto dinheiro, imprimir tanto dinheiro em 2012 e 2013 como fez em 2008 e 2009.”

Para Rogers, a revisão de rating de bancos no mundo todo, anunciada pela agência de classificação de risco Standard & Poor”s, é nada perto do que está por vir. Para ele, a situação é preocupante e a segurança, se é que é possível encontrá-la em momentos de crise, ainda está do outro lado do mundo, bem onde ele está.

Rogers, que é figura constante nos noticiários econômicos das TVs dos EUA justamente por não dourar a pílula ao fazer seus comentários e por já ter acertado por diversas vezes, ficou conhecido nos anos 70 ao fundar, com o então amigo George Soros, o Quantum Fund. Após dez anos no negócio, quando o portfólio do fundo já tinha valorizado mais de 4.000%, Rogers resolveu dar a volta ao mundo de moto e por duas vezes entrou para o Guinness World Records com suas viagens. Desde 2002, vive com a família em Cingapura.

Proteja-se da crise financeira mundial investindo em Prata.

Fonte.