Seiscentos milhões de onças de prata serão consumidos na produção de fotovoltaicos e óxido de etileno até 2020

Dois dos usos industriais diários para a prata estão em células fotovoltaicas (os principais constituintes dos painéis solares) e como  catalisador para a produção de óxido de etileno (um precursor importante na produção de plásticos e produtos químicos). Estes dois usos da prata juntos representarão 120 Moz por ano de consumo em média de 2016 a 2020, um aumento de 32% em relação aos níveis de 2015, de acordo com um relatório recente emitido pelo Silver Institute.

Resultado de imagem para células fotovoltaicas (os principais constituintes dos painéis solares)

Há muitas razões para ser positivo sobre a demanda por prata em células fotovoltaicas (PV). O número de instalações de painéis solares deverá aumentar continuamente nos próximos anos como resultado de uma combinação de legislação sobre emissões de carbono, políticas governamentais e uma diminuição no custo por gigawatt de eletricidade gerada usando PV. Isto trará substancialmente o aumento do consumo de prata apesar de declínios lentos e constantes na quantidade de prata usada por painel solar individual. O relatório projeta que 2018 será um ano chocante para a demanda de prata em PV, devido à construção de um número recorde de arrays solares. O uso de Prata em PVs em 2018 deverá ser cerca de 75% maior do que em 2015.

O óxido de etileno (EO) é uma matéria-prima vital para um grande número de produtos plásticos e químicos, sendo o mais importante o etilenoglicol, utilizado na produção de refrigerantes anticongelantes e tereftalato de polietileno (PET), uma resina da família de poliéster utilizada em fibras para vestuário, bem como garrafas de plástico e recipientes para alimentos. As necessidades por EO também devem aumentar assim como o mercado de anticongelantes continua a crescer: o seu uso em automóveis é esperado que aumente até 2020, com a China liderando o caminho, e a Europa e América do Norte projetados para manter suas altas taxas de uso de veículos.

A atração combinada de embalagens de PET e o uso automotivo impulsionarão o crescimento subjacente no consumo de EO, com uma demanda projetada de 30 Moz de prata direcionadas para EO até 2020.

Proteja suas economias em prata física antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.

Deixe seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s