A ESCASSEZ DE OURO E PRATA VAI FICAR PIOR: a dívida maciça e a impressão de dinheiro estão apenas começando

Com o Federal Reserve nos EUA anunciando que começará a comprar Junk Bonds e Junk ETFs, juntamente com suas compras mensais de ativos de títulos do tesouro e títulos hipotecários dos EUA, e também o Tesouro a imprimir bilhões de dinheiro fiat no Brasil e vários países mundo afora, a demanda por ouro e prata só aumentará. Portanto, prepare-se para a escassez de produtos de metais preciosos disponíveis, pois o tempo de espera provavelmente aumentará de semanas para meses.

Por exemplo, a dívida pública do governo dos EUA aumentou em US$ 219 bilhões só nos primeiros três dias de abril. Como isso se compara ao valor do suprimento global de mina de ouro e prata por um mês?

18042020a

E isso é apenas o começo. Como mencionei no início, o Federal Reserve agora começará a comprar Junk Bonds e Junk ETFs para sustentar o mercado. É assim que a situação está ficando ruim.

E as minas que produzem prata continuam paradas… O México produz cerca de 28 milhões de onças de prata por mês. Além disso, o Peru não anunciou a reabertura de minas que foram encerradas em 15 de março. No site da Pan American Silver eles não forneceram uma atualização em suas quatro minas no Peru que foram fechadas em meados de março.

Na verdade, o Peru anunciou sua quarentena nacional em 15 de março, com as minas do país fechadas por mais de um mês, enquanto o estado de emergência está previsto para terminar em 26 de abril. Mas terminará aí?

Incluindo o estado de emergência do México emitido em 2 de abril até o final do mês, a produção total estimada de prata perdida nesses dois países pode ser de 28 milhões de onças (Moz). Isso representa 40% do suprimento global de minas. Mas, e se minas adicionais tiverem sido fechadas em outros países produtores, como a Austrália?

18042020b

Quebra estimada na produção de prata no Peru e México

Poderemos ver entre 100-150 Moz do suprimento global de minas de prata perdidos este ano. No entanto, se considerarmos os 28 Moz estimados de produção de prata perdidos no México e no Peru, isso equivaleria a 28.000 das barras de prata de 1.000 oz no atacado.

Com o aumento contínuo da demanda por barras de prata, empurrando a disponibilidade de produtos para meses, também foi afetado o mercado de barras de prata de 1.000 oz no atacado. Como a redução de 28.000 barras de prata de 1.000 oz no atacado afetará o mercado de varejo nos próximos meses? Boa pergunta.

Por fim, se o preço do petróleo continuar baixo, é possível que o preço dos papéis de prata caiam ainda mais. Um novo declínio no preço futuro da prata só exacerbará o mercado físico já apertado. Portanto, não espere encontrar muita prata a preços mais baixos no futuro.

Além disso, a oferta global de minas de prata está em contração, enquanto a demanda por barras de prata físicas disparou. Embora os produtos de prata para o varejo estejam com prazo de entrega de 4 semanas ou mais, é muito difícil obter as barras no atacado ou no varejo. Assim que elas chegam, logo são vendidas. Em 2008, quando ocorriam as mesmas carências de prata no varejo, os distribuidores ainda podiam adquirir barras de 1.000 oz e transformá-las em produtos menores. Hoje não mais…

Acredito que os investidores ainda não percebem o quão ruim a Economia Global e o Sistema Financeiro se deterioraram. Nas próximas 2 a 4 semanas, observe o aumento do número de fogos de artifício no mercado, forçando um número mais significativo de investidores a migrar para metais preciosos físicos. Infelizmente, isso apenas tornará a escassez e a disponibilidade mais extremas…

Proteja suas economias em prata física, antes que ela fique cara demais!

 

Fonte 1, Fonte 2

A demanda mundial por investimento em prata está menor, mas ainda é o dobro do que na erá pré-crise de 2008!

Enquanto a demanda de investimento em prata física experimentou um declínio pronunciado este ano, o volume ainda é muito maior do que o nível anterior à quebra do mercado imobiliário nos EUA. Os investidores frustrados por um mercado de prata atormentado com um sentimento péssimo e uma demanda fraca, talvez não percebam que a demanda de barras e moedas de prata esse ano está projetada para ser o dobro do que era em 2007.

Assim, os investidores de metais preciosos com visão de longo prazo continuam a adquirir prata em quedas de preços, enquanto outros podem vender e colocar suas apostas no mercado de ações em bolha ou em criptomoedas. Não é o grande investidor de metais preciosos que está preocupado com o preço de curto prazo, é o pequeno investidor.

De qualquer forma, de acordo com o Relatório Interino da GFMS para 2017, a demanda mundial de barras e moedas de prata deverá cair para 130 milhões de onças (Moz) em 2017, em comparação com as 206 Moz no ano passado. Mesmo que a demanda de investimento em prata física caia 37% neste ano, ainda será mais do dobro dos 62 Moz em 2007:

19112017a

Além disso, a demanda de barras e moedas de prata em 2012 era apenas 29 Moz superior à estimativa para este ano, mas o preço era quase o dobro, em US $ 30 por onça. Como podemos ver, os investidores em metais preciosos continuaram a comprar montantes recordes de barras e moedas de prata em 2013, 2014 e 2015, com a esperança de que os preços eventualmente começassem a aumentar. No entanto, a maioria dos fundos no mercado desde 2012 fluiu para Ações, Títulos e o mercado imobilário.

Enquanto isso, a equipe GFMS da Thomson Reuters prevê ainda que a produção mundial de prata diminuirá para 870 Moz em 2017:

19112017b

Independentemente disso, quando as bolhas no mercado acionário, de derivativos e criptomoedas ao redor do mundo finalmente estourarem, a produção mundial de prata estará caindo ainda mais rápido… Estes serão os fatores que irão forçar os investidores a proteger suas riquezas em dinheiro sólido, como o ouro e a prata.

Proteja suas economias em prata física antes que ela fique cara demais!

Fonte.

 

Alguns fatos significantes no mercado de ouro e prata!

Temos alguns fatos recentes e interessantes no mercado de ouro e prata que os investidores de metais preciosos devem estar cientes. Enquanto os americanos continuam a colocar todas as apostas no CASINO chamado Wall Street, através de ações, títulos e imóveis, o oriente vem adquirindo quantidades recordes de ouro e prata. Além disso, algo interessante parece ter mudado recentemente no mercado de Silver Eagles.

Primeiro fato – Vamos começar com a incrível quantidade de prata importada pela Índia em maio. De acordo com a Smaulgld.com, a Índia importou quase 2.000% mais prata em maio de 2017 contra maio de 2016:

 

Na verdade, a Índia importou quase a mesma quantidade de prata em maio do que eles receberam desde janeiro a abril. Além disso, podemos ver que as 1.473 toneladas métricas de importações de prata de maio são 2-4 vezes mais do que em qualquer um dos meses anteriores. Algo inspirou os indianos a importar tanta prata em maio passado…

 

Segundo fato – A Índia também importou uma quantidade recorde de ouro em maio:

 

Então, por algum motivo, as importações de ouro e prata da Índia aumentaram em maio. Será interessante ver quais serão os números de junho e julho.

 

Terceiro fato – As vendas de Silver Eagle aumentaram muito nas duas primeiras semanas de julho. De acordo com os dados mais recentes da US Mint, as vendas de Silver Eagle a partir de 12 de julho foram de 1.290.000 oz contra 960.000 oz em todo o mês de junho:

 

A este ritmo, a US Mint pode ter vendido mais de 2,5 milhões de Silver Eagles em julho. Este recente aumento na compra de metais preciosos na Ásia e nos EUA pode ser um indicador que mostra que algo pode estar seriamente errado nos mercados. Além disso, vários analistas estão prevendo que o mercado de ações se dirige para uma enorme correção a partir do próximo trimestre.

Parece que os investidores estão se aproveitando dos preços da prata mais baixos, além de comprar mais metal devido ao medo de que possamos experimentar uma grande correção no mercado de ações nos próximos meses. O Ouro e prata já estão subvalorizados consideravelmente, e agora estão próximos do CUSTO DE PRODUÇÃO. No entanto, as ações em bolsa estão em território de bolha.

Proteja suas economias em prata física antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.

E o deficit de prata física persiste em 2016 apesar dos fundamentos mais suaves

O mercado de prata deverá apresentar um déficit físico anual de 52,2 milhões de onças em 2016, marcando o quarto ano consecutivo em que o mercado tem percebido um deficit de produção, de acordo com o Silver Institute Interim Silver Market Review, feito pela Thomson Reuters.

Resultado de imagem para Physical Silver Deficit

Embora tais deficits não influenciem necessariamente os preços no curto prazo, vários anos de deficits anuais podem produzir pressões ascendentes sobre os preços em períodos subsequentes. Em 2016, uma estimativa líquida de 71,4 milhões de onças fluíram para o mercado e 61,9 milhões de onças dos inventários de câmbio de derivativos construídos no acumulado do ano (final de outubro) aumentaram o efeito do déficit físico, trazendo
o saldo para -185,5 milhões de onças, equivalente a aproximadamente nove semanas de demanda global.

Outros destaques do relatório:

  • Os preços anuais da prata até 11 de novembro de 2016 foram, em média, US $ 17,23 / oz, 9,9% maior do que no mesmo período em 2015. A equipe da Thomson Reuters prevê as cotações em média de US $ 17,15 / oz para o ano civil completo, um aumento de 9,4% em relação à média de 2015.
  • A oferta total de prata deverá cair 3% para 1.012,4 milhões de onças em 2016. O declínio deverá ser impulsionado por uma queda de 1% nas minas, queda de 0,3% na oferta de sucata e hedging líquido de 20,0 milhões de onças. A produção das minas deverá atingir 887,4 milhões de onças em 2016, quase 6 milhões de onças inferiores a 2015.
  • A demanda de prata da indústria fotovoltaica deverá aumentar em 11% para um recorde de 83,3 milhões de onças em 2016. Painéis solares representam 14% da demanda industrial total este ano, estável em relação a 2015, mas significativamente acima de apenas 1% há uma década. A demanda por prata pelos produtores de óxido de etileno deverá permanecer estável em 2016 em 10,2 milhões de onças, após a duplicação da demanda no ano passado.

Proteja suas economias em prata física antes que ela fique cara demais!

O Pico de Produção de Prata e o Déficit de Fornecimento Contínuo Apontam para Preços Futuros Mais Elevados

Se o mercado finalmente experimentou um pico na produção mundial de prata, isso alerta para preços mais altos no futuro. Além disso, o mercado global de prata sofreu outro grande déficit de oferta líquida em 2016. Estes fatores apontam para uma grande tendência futura de mudança no mercado de prata.

Silver Institute acaba de publicar seu Relatório Provisório de Prata de 2016. Este relatório é publicado pela Thomson Reuters GFMS. De acordo com suas previsões para 2016, a produção mundial de prata cairá para 887 milhões de oz (Moz), abaixo dos 893 Moz em 2015:

151216a

A maioria da produção de prata vem do subproduto da mineração de metais básicos. De acordo com ‘GFMS 2016 Silver Interim Report’, a mineração de chumbo e zinco representaram 34,4% da oferta de prata, enquanto o cobre rendeu 22,1%. Assim, a mineração destes três metais básicos forneceu 56,5% da produção global de prata em 2016. A produção de prata primária representou 30,4% ea mineração de ouro forneceu 12,5%.

 

Os Débitos Anuais Globais de Prata Continuam por 13 Anos Consecutivos

Devido ao enorme aumento na demanda global por prata, o mercado sofrerá um déficit previsto anual de 185 Moz  em 2016. Se olharmos para os déficits anuais de prata  desde 2004, eles acumulam impressionantes 1,5 bilhões de onças:

151216b

Estes déficits anuais foram suplementados por excedentes de prata dos anos 80 e 90. Contudo, prevê-se que os déficits anuais continuem à medida que a oferta das minas continua a diminuir, juntamente com a oferta moderada de sucata.

 

Por que esses fatores de oferta e demanda são importantes para o preço futuro da prata?

Ouro e prata são diferentes da maioria dos outros metais, commodities e energia. Enquanto a prata é consumida mais do que o ouro, ela ainda funciona como “DINHEIRO” ou “RESERVA DE VALOR”.

Atualmente, o preço da prata é baseado em seu custo de produção (90-95%) mais alguns fatores de oferta e demanda.

Dito isto, o valor final da prata não se baseia em seu custo, será baseado em suas propriedades de RESERVA DE VALOR quando a MÃE DE TODAS AS DEFLAÇÕES finalmente chegar (da maioria dos ativos de papel, ações e títulos imobiliários).

Porque há tão pouca prata física real no mercado, 3-4 bilhões de onças, qualquer quantidade significativa de capital que se mover nela empurrará seu valor a níveis seriamente elevados.

Independentemente disso, a produção de pico de prata em cima dos déficits anuais continuados apontam para uma tendência que atingirá um PONTO DE INFLECÇÃO no futuro.

Se você acha que a dívida exponencialmente crescente e a liquidez monetária continuarão nos próximos 5-10 anos, então talvez você deva ficar com suas posições em Títulos do Tesouro, Ações e Imóveis. No entanto, se você não está sofrendo de danos cerebrais como muitos nos mercados são hoje, você pode querer considerar ficar posicionado na história monetária de mais de 2.000 de reserva de valor de prata.

Proteja suas reservas em prata física antes que ela fique cara demais!

 

Fonte.